Por ocasião do Dia da Criança, partilhamos em primeira mão o primeiro capítulo de mais um mistério com o Jossauro e a Sherlock... os protagonistas da colecção "Mistérios e Aventuras", da autoria da jornalista da TVI Isabel Moiçó e de Ana Valente, com Ilustrações de Paulo Silva.

 

Capítulo 1

O dia é de sol e o céu está limpo. Hoje, a Carlota está com sorte, porque consegue avistar, daquele ponto, a costa litoral. Lá bem ao longe identifica a ilha das Berlengas. Tira uma fotografia com o telemóvel e desabafa:

- Que maravilha! Estou na serra e vejo o mar! – suspira.

Às costas tem uma mochila. Sem a retirar dos ombros, de forma ágil, coloca o telemóvel na bolsa do lado direito, mas antes repara nas horas:

- AIIIIIIIIIII! Estou atrasada, como sempre! – conclui sorrindo. – Vamos embora, Carlota. Eles já devem estar a chegar!

Já montada na bicicleta, sai da estrada, mete-se pelo trilho que bem conhece. Com muita astúcia, desvia-se da pedra e do cascalho. Sem medos, mas com muito respeito pela natureza que está a apreciar. A descida está a ser alucinante. Saiu da povoação de Vale de Ventos e só tenciona parar no centro da cidade de Alcobaça. Vai rápido e confia na sua larga experiência.

- Uuuuueeeee! – Grita para libertar a adrenalina.

Conhece os caminhos do Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros de cor. A bicicleta todo-o-terreno (BTT) é uma das suas paixões, para além da produção agrícola. Carlota é engenheira agrónoma.

- É sempre a mesma coisa, mãe. – diz o João irritado, sentado numa esplanada com os pais.

- Pois é… temos de ter paciência, filho. – responde-lhe a mãe. - Resta-nos esperar pela Carlota.

O João conhece a cidade desde pequeno. Os passeios de fim-de-semana a Alcobaça são uma constante, mas sempre que ali chega fica espantado com a dimensão do monumento que tem à sua frente.

- Uau… tanta história nestas pedras!

TRIMMMMMM, TRIMMMM!

- Oh… és tu, Rita. – atende o telefonema da amiga com um tom desolado.

- Então? Qual é o problema?

- Estou sentado na escadaria do Mosteiro de Alcobaça… à espera que a tia Carlota chegue, aquela amiga da minha mãe que é minha madrinha, sabes? Acho que te ias dar bem com ela. É aventureira como tu…

- Isso é bom! Mas e o que estás a fazer em Alcobaça?

- Este fim-de-semana acontece a feira de doces conventuais e a minha mãe nunca quer faltar. A tia Carlota agradece. E eu também. Não pelos doces, mas pelo Mosteiro. É muito giro.

- Que fixe! Se precisares de mim para alguma coisa, avisa, está bem? – diz a amiga.

- Deixa-te de coisas. Não vai haver nada para descobrir nem para resolver.

A amiga ri-se do outro lado da linha.

- Não te rias, Rita. Sabes que quando cheguei da Carrapateira levei um ralhete dos meus pais? Pois é! A minha mãe diz que o coração dela não aguenta mais.

- Mas aí… quanto muito… seria uma aventura com monges e abades!

- Chega, Rita! Adeus. Falamos depois.

João desliga a chamada irritado. Havia prometido não se meter em confusões nos próximos tempos e tencionava cumprir… mas, de repente, algo lhe desperta a atenção.

 

Este é o esboço do primeiro capítulo de mais uma aventura de Sherlock e Jossauro.

O que achas que acontece a seguir? Há mistério a caminho com a aventureira da Tia Carlota?

Queres continuar… e dar largas à tua imaginação? Boa sorte!

 

Isabel Moiçó e Ana Valente, com Ilustração de Paulo Silva